Home / Geral / Boletim Coronavírus: Matriz de Risco aponta 13 regiões no nível alto e quatro no moderado em SC
Slider

Boletim Coronavírus: Matriz de Risco aponta 13 regiões no nível alto e quatro no moderado em SC




25.10 – Pela terceira semana consecutiva, Santa Catarina não apresenta nenhuma região no risco gravíssimo (cor vermelha) ou grave (cor laranja) para a Covid-19. A Matriz de Risco Potencial Regionalizado divulgada no sábado, 23, aponta 13 regiões como risco potencial alto (cor amarela) e quatro como risco potencial moderado (cor azul).

As regiões do Alto Vale do Itajaí e Oeste, que na semana anterior estavam classificadas como nível alto (amarelo), passaram a ser classificadas como moderado, se juntando às regiões do Alto Vale do Itajaí e Alto Vale do Rio do Peixe, que se mantiveram em azul. Já a Região do Alto Uruguai Catarinense, que na semana anterior estava no nível moderado (azul), passou a ser classificado como alto (amarelo).

As regiões em risco alto são Alto Uruguai Catarinense, Carbonífera, Extremo Oeste, Extremo Sul Catarinense, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Meio-Oeste, Nordeste,  Planalto Norte, Serra Catarinense, Vale do Itapocu e Xanxerê.

Três parâmetros da Matriz de Avaliação de Risco passaram por ajustes para refletir melhor a situação do estado: cálculo de casos infectantes, cobertura vacinal e capacidade de atenção.

Em relação ao cálculo de casos infectantes, passou-se a utilizar um modelo autorregressivo integrado de médias móveis (ARIMA) amplamente utilizados na análise de séries temporais. Com esse modelo, foi possível obter um melhor ajuste para o cenário epidemiológico, sendo mais apropriado para o atual momento da pandemia de Covid-19 em Santa Catarina.

Para o cálculo da cobertura vacinal, foi utilizado o total de doses (D2 e DU) aplicadas em relação à população de 12 anos ou mais residente em cada uma das regiões do estado, o que representa a cobertura vacinal completa desta população. Considerando o avanço na vacinação, os parâmetros que determinam o nível de gravidade foram revistos, sendo que cobertura abaixo de 60% é considerado gravíssimo, entre 60% e 70% grave, de 70% a 80% alto e acima de 80% moderado. Com isso, busca-se incentivar que os municípios promovam ações para ampliar a cobertura vacinal completa, contribuindo para um maior controle da pandemia.

O principal objetivo da matriz de risco é ser uma ferramenta de tomada de decisão. A nota final do mapa de risco considera um intervalo de variação mais adaptado para cada nível, sendo de 1 a 1,9 como moderado, 2 a 2,9 como alto, 3 a 3,9 como grave e igual a 4 como gravíssimo.

Fonte: Secom

Receba notícias direto no seu celular!
Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News"



Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News" no Telegram!

Sobre Vilmar Carneiro

Vilmar Carneiro
Formado em Jornalismo pela Univali - Universidade do Vale de Itajaí. Passagens profissionais por: Rede de Comunicação Eldorado (RCE/TV- Itajaí), Jornal de Santa Catarina (Agencia RBS/Notícias), Jornal A Notícia, Diário do Litoral (Diarinho) e diretor de jornalismo da extinta Rádio Aquarela FM.

Confira também

Balneário Piçarras – Morre motorista atingido por viga durante o ciclone extratropical em Balneário Piçarras

16.08 – Morreu na tarde de ontem, o motorista Realci Silva de Andrade, de 30 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *