Home / Geral / Boletim Coronavírus: Matriz do Risco em SC aponta 12 regiões no nível moderado e cinco no alto
Slider

Boletim Coronavírus: Matriz do Risco em SC aponta 12 regiões no nível moderado e cinco no alto




29.11 – A Secretaria de Estado da Saúde informa que, na divulgação do mapa e no PDF da Matriz de Risco Potencial Regionalizado no sábado, 27, a região Carbonífera foi erroneamente classificada com o risco potencial alto nos materiais divulgados.

Houve atualização do indicador tendência de internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave, que é produzido pela Fiocruz, a partir dos dados do Sistema Sivep-Gripe, após a confecção do mapa. Com isso, houve mudança nos indicadores de gravidade, alterando o status da região Carbonífera, que passa a ser classificada como nível moderado (azul).

Pela oitava semana consecutiva, nenhuma região do estado foi classificada nos níveis de risco grave (laranja) ou gravíssimo (vermelho). A Matriz de Risco Potencial Regionalizado divulgada neste sábado, 27, aponta 12 regiões como risco potencial moderado (cor azul) e cinco regiões como risco potencial alto (cor amarela).

A última vez que a Matriz classificou uma região no nível grave foi no dia 1º de outubro, e no nível gravíssimo no dia 11 de setembro. De lá para cá houve avanço na vacinação que, alinhado a uma menor taxa de ocupação de leitos de UTI Adulto com pacientes com Covid-19, vem mantendo a tendência de redução da gravidade da pandemia em todas as regiões.

Houve melhora nos indicadores das regiões Carbonífera, a partir da redução no número de óbitos aliada a uma baixa ocupação de leitos de UTI Adulto com pacientes Covid-19, e na região de Xanxerê, a partir da redução no número de óbitos aliada a redução da taxa de hospitalizações (casos graves) de Covid-19, resultando na melhora na dimensão gravidade. Com isso, estas regiões, que na semana anterior estavam classificadas como nível alto (amarelo), passaram a ser classificadas como moderado (azul), se juntando regiões do Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale do Rio do Peixe, Extremo Oeste, Foz do Rio Itajaí, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Meio-Oeste, Planalto Norte, Serra Catarinense e Vale do Itapocu, que se mantiveram no nível moderado.

Por outro lado, houve uma piora nos indicadores das regiões do Alto Vale do Itajaí, a partir da elevação no número de óbitos e detecção de casos novos, na região da Grande Florianópolis, a partir da elevação da taxa de infectividade (casos ativos), detecção de casos novos e ocupação de leitos de UTI Adulto, e na região Oeste, a partir da elevação na detecção de casos novos e ocupação de leitos de UTI Adulto. Com isso, estas regiões, que na semana anterior estavam classificadas como moderado (azul), passaram a ser classificadas como nível alto (amarelo), juntamente com as regiões Extremo Sul e Nordeste, que permaneceram no nível alto.

Fonte: Secom

Receba notícias direto no seu celular!
Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News"



Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News" no Telegram!

Sobre Vilmar Carneiro

Vilmar Carneiro
Formado em Jornalismo pela Univali - Universidade do Vale de Itajaí. Passagens profissionais por: Rede de Comunicação Eldorado (RCE/TV- Itajaí), Jornal de Santa Catarina (Agencia RBS/Notícias), Jornal A Notícia, Diário do Litoral (Diarinho) e diretor de jornalismo da extinta Rádio Aquarela FM.

Confira também

Balneário Piçarras – Morre motorista atingido por viga durante o ciclone extratropical em Balneário Piçarras

16.08 – Morreu na tarde de ontem, o motorista Realci Silva de Andrade, de 30 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *