Home / Geral / Toninhas encontradas mortas na praia de Navegantes foram emalhadas em redes de pesca e sofreram agressões físicas
Slider

Toninhas encontradas mortas na praia de Navegantes foram emalhadas em redes de pesca e sofreram agressões físicas




23.07 – O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), divulgou ontem os resultados da necropsia feita nas duas toninhas juvenis encontradas mortas na semana passa na praia de Navegantes. Os animais estavam com marcas no corpo compatíveis com redes de pesca e fortes indicativos de agressão física, entre amputação de nadadeira e hematoma facial.

No exame do primeiro golfinho foi observado um corte linear amputando totalmente a nadadeira da cauda, com sangramento ativo e recente. A avaliação indica que tenha sido feito quando o golfinho ainda estava vivo, provavelmente para removê-lo da rede de pesca.

As características do corte indicam que tenha sido causada por uma faca ou facão. O golfinho apresentava inúmeros hematomas nas regiões bico, nadadeiras peitorais, das costas e cauda. A morte por captura acidental foi confirmada pela equipe veterinária a partir do exame de necropsia.

De acordo com a médica veterinária Tiffany Emmerich, além das marcas na pele, fragmentos de peixes encontrados na cavidade oral indicam que o animal havia se alimentado recentemente, possivelmente na rede onde ocorreu o emalhe.

A segunda toninha também apresentou diversas marcas profundas na pele de todo o corpo, algumas chegando até a camada de gordura. Isto ocorre devido à pressão causada pela malha fina de rede na pele delicada das toninhas. Estas lesões, associadas ao edema pulmonar, apontaram morte por insuficiência respiratória aguda, decorrentes do emalhe. Um extenso hematoma na região facial sugere que houve trauma por objeto contundente.

A captura acidental, a perda de habitat e a poluição são considerados os maiores desafios para a conservação da espécie. Em cinco anos, a Univali registrou a ocorrência de 389 toninhas em praias entre Governador Celso Ramos e Barra Velha (SC).

Ao avistar um animal marinho morto ou debilitado na faixa de areia, acione as equipes do PMP-BS pelo telefone 0800 642 3341.

Fonte e foto: PMP-BS

Receba notícias direto no seu celular!
Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News"

Sobre Vilmar Carneiro

Vilmar Carneiro
Formado em Jornalismo pela Univali - Universidade do Vale de Itajaí. Passagens profissionais por: Rede de Comunicação Eldorado (RCE/TV- Itajaí), Jornal de Santa Catarina (Agencia RBS/Notícias), Jornal A Notícia, Diário do Litoral (Diarinho) e diretor de jornalismo da extinta Rádio Aquarela FM.

Confira também

Faltou educação: Copa de Futvôlei não deixou saudades para os frequentadores da Praia Alegre

02.08 – Na manhã de hoje, moradores e frequentadores da praia Alegre foram para as …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *