Home / Policia / Balneário Camboriú: Casal de cunhados vítima de tentativa de homicídio fugiam de conflito entre famílias de ciganos
Slider
Casal estava sentado no canteiro da Terceira Avenida quando o atirador chegou - Foto/Divulgação

Balneário Camboriú: Casal de cunhados vítima de tentativa de homicídio fugiam de conflito entre famílias de ciganos




12.08 – A tentativa de homicídio de um jovem de 24 anos e da cunhada dele, de 29, na noite de terça-feira, em Balneário Camboriú, está ligada a um conflito entre famílias de ciganos com várias mortes registradas pelo país.

Segundo o delegado Ícaro Malveira, responsável pela investigação, as duas vítimas são ciganos vindos da Bahia. Houve dois executores na tentativa de homicídio, que já foram identificados pela polícia Civil. A moto utilizada no crime foi encontrada pela polícia Militar perto do local dos disparos, na Terceira avenida.

O delegado comenta que há um confronto entre familiares, com mortes ocorridas nos estados da Bahia, Espírito Santo, Goiás, Tocantins, Rondônia e Distrito Federal.

As vítimas baleadas na terça-feira estavam em Balneário Camboriú há menos de um ano. O casal foi socorrido com vida e levado pelo Samu ao hospital Ruth Cardoso, onde passaria por cirurgias. A investigação segue em andamento pra tentar localizar os autores.

O crime foi registrado pelas câmeras de segurança, que mostram o momento em que o casal é baleado à queima roupa pelo atirador que vinha pela calçada. O homem e a mulher estavam sentados no canteiro da avenida, perto da academia SmartFit, quando foram baleados, por volta das 19h30.

O conflito entre as famílias de ciganos é investigado pela polícia Civil de outros estados. No Distrito Federal, dois irmãos são acusados de serem mandantes de execuções ocorridas em várias cidades do país contra membros da família rival. Eles estão foragidos da justiça.

Em janeiro, quatro pessoas foram baleadas e uma acabou morrendo em crime ocorrido em frente à rodoviária de Paranoá, no distrito Federal. Os disparos foram feitos por duas duplas que passaram de motos e atiraram a esmo contra as vítimas. Uma mulher atingida não tinha nada a ver com a rixa familiar.

O confronto entre os ciganos teria se agravado quando o irmão de uma família rival foi morto na Bahia. Após a execução, pelo menos cinco pessoas das duas famílias já morreram, em crimes ocorridos em São Paulo, Bahia e Goiás, além do Distrito Federal. Parte dos familiares veio pra Santa Catarina pra tentar escapar de novos massacres.

Os irmãos mandantes de execuções são suspeitos do assassinato de cinco pessoas no estado de Tocantins, todos baleados na porta de casa. Em resposta, o irmão dos dois, Iranildo Gama Queiroz, foi sequestrado na Bahia pelos rivais, que exigiram resgate de R$ 5 milhões. O homem acabou sendo morto, esquartejado e teve a cabeça enviada para o pai, que pagou apenas R$ 500 mil aos sequestradores.

Fonte: Diarinho

Receba notícias direto no seu celular!
Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News"

Sobre Vilmar Carneiro

Vilmar Carneiro
Formado em Jornalismo pela Univali - Universidade do Vale de Itajaí. Passagens profissionais por: Rede de Comunicação Eldorado (RCE/TV- Itajaí), Jornal de Santa Catarina (Agencia RBS/Notícias), Jornal A Notícia, Diário do Litoral (Diarinho) e diretor de jornalismo da extinta Rádio Aquarela FM.

Confira também

Troca-troca: Negociou 8 quilos de maconha por um Ford/Fiesta e acabou preso com mais 77 quilos da droga

17.09 – Um jovem de 19 anos foi preso na madrugada de ontem, na SC-108, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *