Home / Geral / Aplicativo para celular do Corpo de Bombeiros informa qualidade da água das praias catarinenses
Slider

Aplicativo para celular do Corpo de Bombeiros informa qualidade da água das praias catarinenses




10.12 – O aplicativo Praia Segura do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), recebeu uma nova função que aponta quais praias catarinenses estão próprias ou impróprias para banho. A nova funcionalidade veio de uma parceria com o Instituto do Meio Ambiente (IMA).

De acordo com a corporação, a atualização serve para garantir a segurança dos banhistas que no Verão estão propensos a pegar doenças em praias com água contaminada, além de promover informações que podem acabar não chegando aos moradores e turistas.

“Se tiver uma praia que está em condições boas a pessoa pode acompanhar as últimas vezes que foi medida a qualidade da água. Queremos que diminua a quantidade de ocorrências nas praias”, explica o Capitão do Corpo de Bombeiros de SC, Gilvan Amorim da Silva.

Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, o aplicativo continua informando praias com riscos de afogamento, presença de águas-vivas, postos de guarda-vidas, mar de ressaca e locais que contam com o Projeto Praia Acessível.

A ferramenta está disponível loja virtual, de forma gratuita, sendo compatível para dispositivos com sistema operacional Android.

Fonte: G1

Receba notícias direto no seu celular!
Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News"



Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News" no Telegram!



Sobre Vilmar Carneiro

Vilmar Carneiro
Formado em Jornalismo pela Univali - Universidade do Vale de Itajaí. Passagens profissionais por: Rede de Comunicação Eldorado (RCE/TV- Itajaí), Jornal de Santa Catarina (Agencia RBS/Notícias), Jornal A Notícia, Diário do Litoral (Diarinho) e diretor de jornalismo da extinta Rádio Aquarela FM.

Confira também

Penha: CPI do Rabecão aprova relatório preliminar e solicita novos documentos ao Poder Executivo

27.01 – A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga possíveis irregularidades no procedimento de contratação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *