Home / Geral / Volta às aulas: Escolas da Rede Municipal de Ensino de Penha vão iniciar ano letivo de 2021 com 30% de ocupação em sala de aula
Slider

Volta às aulas: Escolas da Rede Municipal de Ensino de Penha vão iniciar ano letivo de 2021 com 30% de ocupação em sala de aula




18.12 – As escolas de Penha irão iniciar o ano letivo 2021 limitando em 30% a ocupação em sala e adotando medidas importantes na prevenção da pandemia. É o que preveem os planos de contingência finalizados pela Secretaria de Educação da Prefeitura, visando o próximo ano letivo.

O PlanCon, como é chamado, objetiva preparar as instituições de ensino para o retorno das aulas presenciais em função da Covid-19. O plano segue os modelos dos planos estadual e municipal, mas voltados para a Educação nas 29 escolas da rede municipal – incluindo a Escola Especial Henny Coelho, da Apae, e Professora Ivone Nympha Maia Adriano, da EJA.

Segundo a secretária de Educação, Deise Izonete de Souza, o plano é composto de oito diretrizes educacionais visando ações voltadas à proteção das crianças, e a elaboração contou com apoio da Defesa Civil de Santa Catarina, em sua coordenadoria local. O Comitê Estratégico de Retorno às Aulas da Secretaria de Estado da Educação (SEE) supervisionou o modelo estadual.

O plano estipula diretrizes sanitárias, pedagógicas, transporte, alimentação, gestão de pessoas, informação e comunicação. E descreve metodologias para o treinamento, capacitação e finanças nas escolas. Deise e a coordenadora da Educação local, Valdinéia Bortolatto Germano, observam que o trabalho iniciou pela formação dos representantes da comissão municipal montada especificamente para esse projeto, supervisionada pelo Estado.

“A partir disso, cada escola de Penha teve que designar sua própria comissão escolar, de cinco ou mais representantes”, pontua Deise. Além da redução em 30% dos alunos, serão instaladas sinalizações educativas sobre o coronavírus nas escolas, e ainda, adotadas medidas em pátios, salas, vans e ônibus, abrigos de ônibus, ou seja, nos espaços comuns usados por estudantes, servidores e professores. Gestores, professores, pais de alunos, representantes da nutrição escolar e das associações de pais e professores, as APPS, contribuíram com sugestões aos planos de cada unidade.

A comissão analisou os documentos de cada escola, fez alterações necessárias e os homologou. O trabalho, segundo Deise, somou esforços da Defesa Civil e ainda outras secretarias, como Saúde, Assistência Social, escolas estaduais e particulares e setores de transporte escolar. Penha estima superar 5.000 alunos na rede municipal de ensino no próximo ano. “Esse retorno será então escalonado, em fevereiro. Os recreios serão em sala, com alimentação também em sala; as turmas estudarão em blocos; enquanto um bloco está na escola, outro têm atividades on line em casa; e assim se revezam”, detalha Valdinéia. “É o chamado ensino híbrido”.

Fonte: PMP

 

Receba notícias direto no seu celular!
Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News"



Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News" no Telegram!

Sobre Vilmar Carneiro

Vilmar Carneiro
Formado em Jornalismo pela Univali - Universidade do Vale de Itajaí. Passagens profissionais por: Rede de Comunicação Eldorado (RCE/TV- Itajaí), Jornal de Santa Catarina (Agencia RBS/Notícias), Jornal A Notícia, Diário do Litoral (Diarinho) e diretor de jornalismo da extinta Rádio Aquarela FM.

Confira também

Nomeação – Juíza Aline Vasty Ferrandin assume a Comarca de Penha

07.08 – O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) confirmou o nome da juíza …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *