Home / Policia / Carona Fatal – Moradora de Balneário Piçarras desaparecida foi morta por estrangulamento em Guaratuba (PR)
Slider
O corpo de Débora teria sido deixado próximo a um viaduto na BR-101 – Foto/Reprodução

Carona Fatal – Moradora de Balneário Piçarras desaparecida foi morta por estrangulamento em Guaratuba (PR)




19.05 – Meirisson de Moura, de 24 anos, se apresentou à Polícia Militar do Paraná na tarde de ontem (18) e confessou ter assassinado por estrangulamento a moradora de Balneário Piçarras Débora Custódio Arruda, 56 anos, que estava desaparecida desde 5 de maio. O autor do crime também revelou que jogou o corpo às margens da BR-101, em Joinville. Até o início da tarde de hoje o corpo ainda não havia sido localizado.

Segundo a PM, o assassino se apresentou em um batalhão da PM em Guaratuba (PR) acompanhado de um pastor e foi encaminhado para a Polícia Civil para registro do flagrante.

No relato, Meirisson contou que pegou carona com a vítima em Balneário Piçarras em direção ao norte do estado. Os dois teriam bebido e, durante o caminho, ele estrangulou Débora. Num primeiro momento, ela ficou apenas desacordada, quando ele assumiu a direção do carro e foi até um lugar ermo, onde a estrangulou até a morte.

O assassino contou ainda que, após o crime, colocou a vítima no banco traseiro e voltou para Santa Catarina, em direção a Joinville. A cachorrinha de Débora também estava no carro.

No meio do caminho, ele ainda deu carona para duas pessoas e, para não levantar suspeitas, inventou que a “esposa” tinha tomado remédios e estava dormindo, mas ela já tinha sido assassinada.

O suspeito também revelou que, assim que a carona desceu, seguiu até o bairro Vila Nova, em Joinville, perto da BR-101, e abandonou o corpo. Assassino se apresentou à PM, mas a polícia ainda não localizou o corpo da vítima

Carona Fatal

No dia do desaparecimento, Lucas, filho de Débora, contou que a mãe estava no supermercado Pague Menos, em frente ao Cadeias Hotel, no bairro Itacolomi, em Balneário Piçarras onde teria comprado comida para doar a três moradores de rua.

 

Ela teria dado uma carona a um andarilho no seu Crossfox chumbo. Depois, segundo a polícia, eles teriam subido um pequeno trecho de uma rua, onde teriam parado o veículo e mais duas pessoas entraram no carro. A cachorrinha Duda estava com Débora.

O filho Lucas já tinha ido no domingo para Guaratuba resgatar a cachorrinha, que estava com uma família que a encontrou perto de onde o carro de Débora foi localizado.

Várias passagens pela polícia

Após a confissão, Meirisson recebeu voz de prisão pela PM e foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil. Ele responderá por homicídio qualificado com ocultação de cadáver. O autor do crime tinha diversas passagens, por furto, roubo, homicídio, receptação, ameaça, desacato e teve dois mandatos cumpridos no ano de 2015 e 2020.

Receba notícias direto no seu celular!
Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News"



Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News" no Telegram!

Sobre Vilmar Carneiro

Vilmar Carneiro
Formado em Jornalismo pela Univali - Universidade do Vale de Itajaí. Passagens profissionais por: Rede de Comunicação Eldorado (RCE/TV- Itajaí), Jornal de Santa Catarina (Agencia RBS/Notícias), Jornal A Notícia, Diário do Litoral (Diarinho) e diretor de jornalismo da extinta Rádio Aquarela FM.

Confira também

Itajaí/Penha – Polícia Civil prende trio que distribuía cocaína na região

02.07 – A Polícia Civil de Itajaí prendeu, na manhã de ontem, três traficantes, de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *