Home / Policia / Coronavírus: É falso o site de cadastro para auxílio de Emergência Federal
Slider

Coronavírus: É falso o site de cadastro para auxílio de Emergência Federal




30.03 – É falsa uma notícia que circula em grupos de WhastApp e em postagens de redes sociais, sobre um site que estaria fazendo o cadastramento para “Auxílio Emergencial 2020”, no valor de R$ 1.200, do governo federal.

O que é verdade sobre o assunto: existe, sim, um auxílio emergencial previsto pelo governo, de R$ 600 para trabalhadores informais, microempreendedores individuais e desempregados. A Câmara aprovou o texto na quinta-feira, 26. Com isso, falta a aprovação do Senado e a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Pelo texto, poderá receber o benefício quem se enquadrar nos critérios do Cadastro Único, registro de pessoas de baixa renda administrado pelo Ministério da Cidadania. Para se enquadrar no benefício, o interessado não pode receber nenhum outro benefício social, como o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A operacionalização dos pagamentos ainda está sendo definida. Assim que o projeto for aprovado e houver sanção presidencial, a tendência é que os repasses sejam feitos pela rede de atendimento da Caixa Econômica Federal, que inclui agências, lotéricas, instituições correspondentes e canais digitais.

Fonte: Governo Federal

Receba notícias direto no seu celular!
Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News"



Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News" no Telegram!

Sobre Vilmar Carneiro

Vilmar Carneiro
Formado em Jornalismo pela Univali - Universidade do Vale de Itajaí. Passagens profissionais por: Rede de Comunicação Eldorado (RCE/TV- Itajaí), Jornal de Santa Catarina (Agencia RBS/Notícias), Jornal A Notícia, Diário do Litoral (Diarinho) e diretor de jornalismo da extinta Rádio Aquarela FM.

Confira também

Debaixo da Ponte – Moradores de rua são flagrados com R$ 6 mil, joias e celulares roubados em Itapema

14.05 – Durante a Operação “Alta Tensão” deflagrada pela Polícia Militar e Assistência Social, por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *