Home / Policia / Penha: Corpo de homem que morreu afogado na Ilha Feia é encontrado por pescadores
Slider

Penha: Corpo de homem que morreu afogado na Ilha Feia é encontrado por pescadores




O corpo do pescador I.L., de 48 anos, conhecido como Lelo, morador do Bairro Nossa Senhora da Conceição, em Balneário Piçarras, que morreu afogado na tarde de ontem, na Ilha Feia, em Penha, foi encontrado boiando na manhã de hoje, próximo do local do afogamento. O corpo foi encontrado por pescadores que trabalhavam na região.

O corpo foi resgatado pelos pescadores e levado para um trapiche a beira do Rio Piçarras, em Penha. Ele foi deixado aos cuidados dos Bombeiros Militar, que acionou o IGP e em seguida foi levado ao IML de Balneário Camboriú.

O afogamento

Segundo os pescadores, que estavam com a vítima, o afogamento aconteceu no meio da tarde de ontem, por volta 16h30, quando Lelo, tentou nadar até a embarcação que estava fundeada a cerca de 200 metros do costão. Eles tinham deixado o motor da lancha ligado e ele resolveu ir desligar. Os pescadores contam que  Lelo afundou e não voltou mais a superfície.

Matou a machadadas

Lelo era acusado de ter matado a machadada, na madrugada do dia 18 do mês passado Adriano Cunha, 46 anos. O crime aconteceu na Rua Vereador Altair de Souza, próximo da Mercearia do Polaco, no bairro Nossa Senhora da Conceição em Balneário Piçarras. Antes disso, ele teria colocado fogo na casa onde morava.

Foto e fonte: Bombeiros Militar

Por: Vilmar Carneiro

Receba notícias direto no seu celular!
Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News"

Sobre Vilmar Carneiro

Vilmar Carneiro
Formado em Jornalismo pela Univali - Universidade do Vale de Itajaí. Passagens profissionais por: Rede de Comunicação Eldorado (RCE/TV- Itajaí), Jornal de Santa Catarina (Agencia RBS/Notícias), Jornal A Notícia, Diário do Litoral (Diarinho) e diretor de jornalismo da extinta Rádio Aquarela FM.

Confira também

Araquari: Polícia recupera carga de R$ 300 mil de café solúvel em empresa de reciclagem

21.10 – A DEIC recuperou uma carga de café solúvel, avaliada em R$ 300 mil, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *