Home / Prestação de Serviços / Saúde – Penha inicia segunda etapa da campanha de vacinação contra a influenza
Slider

Saúde – Penha inicia segunda etapa da campanha de vacinação contra a influenza




06.05 – Penha iniciou a segunda fase da vacinação contra a influenza (gripe), na segunda-feira (2), com uma cobertura vacinal de 28% dentro do público-alvo da campanha. A dose está sendo aplicada em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS´s), sem a necessidade de agendamento prévio. A campanha segue até dia 4 de junho.

“Nossa meta, definida pelo Ministério da Saúde, é vacina 90% do grupo prioritário. Uma vacina que busca elevar o sistema imunológico desse público, especialmente com a chegada das temperaturas mais amenas”, detalha a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Jaine Luci Spricigo

Podem se vacinar os idosos acima dos 60 anos, trabalhadores da saúde. crianças de 06 meses a menos de 05 anos, gestantes e puérperas, povos indígenas, professores, pacientes com comorbidades, pessoas com deficiências, caminhoneiros, trabalhadores do transporte, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e jovens em medidas socioeducativas.

Dentro deste leque, a cidade já aplicou quase 2.500 doses. Pelo sistema, há 11.110 pessoas possíveis de serem vacinadas, conforme determinação do Ministério da Saúde;

“A vacinação contra a gripe é extremamente importante, tendo como principal objetivo prevenir o surgimento de complicações e mortes em decorrência da influenza, especialmente nos grupos populacionais mais vulneráveis a doença, além de reduzir a sobrecarga sobre os serviços de saúde”, pontua o secretário da Saúde, Rodrigo Medeiros.

A vacina distribuída este ano pelo Ministério da Saúde (MS) será a trivalente, produzida pelo Instituto Butantan. As cepas que compõe a vacina que será aplicada em 2022 levaram em consideração os dados da circulação dos vírus e a recomendação da Organização Mundial de Saúde para a composição do imunobiológico. Desta forma, a vacina será composta pelas cepas da influenza A (H3N2) Darwin; influenza A (H1N1); e influenza B.

Vacinação contra o Sarampo

Até dia 4 de junho, trabalhadores da saúde e crianças entre 6 meses e menos de 5 anos devem ser imunizadas.

O sarampo é uma doença extremamente contagiosa, uma pessoa infectada com o vírus pode transmiti-lo para até outras dezesseis não vacinadas. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa pela tosse, fala, respiração ou espirros de uma pessoa doente, podendo causar febre, irritação nos olhos, mal-estar, coriza e manchas vermelhas na pele, além de complicações que podem levar à morte, principalmente em crianças menores de um ano de idade.

A única forma de evitar o sarampo é por meio da vacinação. Por esse motivo, a importância de estimular a atualização da caderneta de vacinação, especialmente neste período de queda das coberturas vacinais.

Fonte: PMP

Receba notícias direto no seu celular!
Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News"



Participe do grupo "Noticias Região do Carneiro News" no Telegram!

Sobre Vilmar Carneiro

Vilmar Carneiro
Formado em Jornalismo pela Univali - Universidade do Vale de Itajaí. Passagens profissionais por: Rede de Comunicação Eldorado (RCE/TV- Itajaí), Jornal de Santa Catarina (Agencia RBS/Notícias), Jornal A Notícia, Diário do Litoral (Diarinho) e diretor de jornalismo da extinta Rádio Aquarela FM.

Confira também

Criança e adolescente – Encaminhamento de projetos encerra dia 31 em Barra Velha

18.05 – O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) reforçou a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *